Cultura de estupro

Desenvolvimento de um trabalho de Sociologia, fruto de um bimestre inteiro de pesquisa feito pelo meu grupo (Carla, Elisiane, Gabriella Peixoto, Helen, Ingrid, Laura, Verônica e eu).

“Origem

A origem da cultura de estupro, parte da cultura do machismo, tem suas raízes no começo desse último, que começou com a passagem do matriarcado para o patriarcado.
Nas primeiras sociedades humanas, a mulher tinha papel igual ao do homem, e não de mera reprodutora, não havia monogamia, propriedade privada ou classes sociais. Quando essas duas últimas surgiram, os filhos de um homem falecido não tinham o direito sobre a herança de seu pai (o qual pertencia à linhagem da mulher), e assim eles se viam desamparados. Com isso, conforme a riqueza aumentava, dava-se mais importância ao homem do que à mulher, e assim nasceu a ideia de levar vantagem em proveito de seus filhos. Dessa forma, surge a ordem de herança.
Segundo o teórico alemão Friedrich Engels, foi assim que o direito materno acabou e o homem tomou a direção da casa, e que a mulher se tornou numa mera serva de seu homem, e vista como um ser frágil e impotente.

Continuar lendo

Anúncios